Como escolher malhas que não façam borboto?

Posted on
Mafalda Rodrigues de Almeida numa produção de moda Healthy Project

Esta resposta vale ouro! Toda a gente quer saber o segredo, o truque, a melhor dica para escolher e manter as malhas impecáveis.

Eu costumo dizer que a questão das malhas (e de todos os materiais, no fundo) está para a roupa como a comida que ingerimos está para a nossa saúde. Como assim?! Então, sabem aquela comida ótima, super saborosa, gulosa que adoramos? Normalmente é sinónimo de ser pouco saudável… Já a comida menos processada, de origem natural e biológica é indiscutivelmente melhor para a nossa alimentação, mas nem sempre é tão saborosa!

As fibras mais naturais são indiscutivelmente melhores.

Aqui também é assim: as fibras mais naturais são indiscutivelmente melhores. São mais respiráveis e por isso muito mais amigas no contacto com a pele. A componente térmica é outra vantagem, pois estas fibras ajudam a regular melhor a temperatura corporal. Mas depois também há desvantagens, claro, como o preço, e no caso das lãs é mesmo o borboto!

Já as fibras sintéticas não ajudam a pele a respirar tão bem, dando origem a maus odores mais facilmente. Além disso são feitas a partir do petróleo, o que não é nada bom para a saúde do planeta, como já sabemos. Por outro lado, amarrotam-se menos e secam super rápido, e algumas delas também são propícias a fazer o malfadado borboto.

Quanto maior for a percentagem de lã também maior é a probabilidade de ganhar borboto.

Ora o borboto origina-se pela fricção das fibras. Não é à toa que as zonas dos punhos, debaixo dos braços e das mangas são muitas vezes as que ganham borboto mais facilmente. Quanto maior for a percentagem de lã também maior é a probabilidade de ganhar borboto.

Então, no caso das lãs:

– Devemos tentar não friccionar as fibras: manter as malhas dobradas no armário, de preferência isoladas em sacos;

– Na lavagem, além de lavar a frio ou a baixa temperatura, não centrifugar nunca (mais informação sobre manutenção de peças no geral);

– Estender sempre na horizontal, em cima de uma superfície plana.

E agora pensam vocês: “então, além de serem mais caras ainda ganham mais borboto e obrigam a uma manutenção tão chata? Estou fora!”. Mas pensem também que as lãs são de facto muito quentinhas e que podem sempre usar uma lâmina para “depilar” os borbotos e assim elas podem durar mesmo muito tempo no vosso armário. Existem também escovas para escovar as lãs, de forma a que não haja necessidade de as lavar muitas vezes.

Alternativas:

Usar mistura de fibras pode ajudar. Na realidade é o que se vê mais por aí e também quando a mistura é muita é preciso ter cuidado porque a qualidade pode ficar comprometida.

O ideal será ver sempre na etiqueta a composição da peça e ver a percentagem de lã e dos restantes materiais.

O ideal será ver sempre na etiqueta a composição da peça e ver a percentagem de lã e dos restantes materiais, sendo que a viscose (dentro das fibras sintéticas) é uma boa opção para evitar borbotos ou então procurar misturas de lã com algodão ou seda. Por exemplo: 60% de um e 40% de outro.

Evitar:

Poliéster e acrílico – além de fazerem parte das fibras sintéticas, também gostam muito de ganhar borboto, por isso atenção.

E tu, gostas de usar lãs? O borboto é uma dor de cabeça ou sabes lidar?

Mais dúvidas? Conta aqui ou entra em contacto para info@healthyproject.pt

SOFIA DEZOITO FONSECA
Consultora de Imagem e Fundadora do Healthy Project

  • Partilhar

0 Comentários

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.